Tempo é decisivo para o sucesso no tratamento de doenças cardiovasculares

Passados alguns meses ainda estamos em pandemia pelo novo coronavírus, e muitos têm deixado de buscar assistência médica quando necessário por medo de contrair a doença em um hospital.  O tempo, no entanto, costuma ser decisivo para o sucesso no tratamento de muitas outras enfermidades, inclusive as cardiovasculares, que representam a maior causa de morte entre a população segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).   De acordo com a neurologista do Pilar Hospital, Claudia Baeta Panfílio, um exemplo do grande perigo que ocorre com a demora em procurar atendimento médico é o AVC (Acidente Vascular Cerebral), o popular derrame. A médica explica que são horas decisivas entre os menores sinais de alterações da fala, da coordenação motora ou da sensibilidade e o início do tratamento. Nesse caso, a agilidade é a nossa principal ferramenta para oferecer um tratamento eficaz e que possivelmente irá reverter o quadro.   A médica cita ainda outros exemplos, como a meningite (processo inflamatório das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal)e o aneurisma roto (rompido), que também necessitam de um cuidado ágil.   O cardiologista da Instituição, José Carlos Tarastchuk, destaca que mesmo as pessoas que passam por sintomas leves, ou mesmo que precisam fazer um check-up, podem procurar atendimento. “Ao sentir dor no peito, por exemplo, caracterizada nos casos mais graves como um incômodo no meio do peito e que irradia para a região de ombro ou membros superiores, as pessoas devem procurar o mais rápido possível o atendimento”, alerta.   Tempo é vida. Procure atendimento médico sempre que necessário.

Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.