11/11/2021

Novembro Azul: a importância da conscientização

O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum da doença entre os homens. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), um homem morre a cada 38 minutos devido à doença. Isso é muita coisa, tendo em vista que as chances de cura podem chegar a 90% por meio do diagnóstico precoce.

Mas por que um número tão grande, se as chances de cura em estágios iniciais são tão altas?

A resposta é: no Brasil, cerca de 40% dos homens até 39 anos e 20% com mais de 40 anos só vão ao médico quando se sentem mal. Somado a isso, há o tabu dos exames preventivos do câncer de próstata, o famoso exame do toque, temido e debochado por grande parte do público masculino.

A partir dessa realidade, foi criada a campanha Novembro Azul, com o objetivo de conscientizar os homens sobre a importância do diagnóstico precoce e incentivar para que cuidem mais da própria saúde.

O câncer e os exames preventivos

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino localizada abaixo da bexiga que tem, junto com as vesículas seminais, a função de produzir o esperma.

O câncer de próstata, na sua forma habitual, só apresenta sintomas em fases avançadas, quando as chances de cura diminuem de forma drástica.

Assim salienta-se a necessidade do diagnóstico precoce e, para fazê-lo, são necessários dois exames principais: o toque retal (indispensável para o diagnóstico) e o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico, que serve de complemento para o toque retal).

É sempre importante frisar que o exame PSA sozinho não tem precisão suficiente para fazer o diagnóstico e, caso seja detectada alguma alteração na glândula, outros exames podem ser solicitados pelo médico, como biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise, guiadas pelo ultrassom transretal.

O cirurgião oncológico do Pilar Hospital, Bruno Azevedo (CRM/PR 20472 / RQE 1012), alerta que, “apesar de atingir principalmente os idosos – representando, de acordo com o INCA , 75% dos casos –, a doença pode acometer os mais jovens”.

Assim, a indicação dos especialistas é que os exames preventivos sejam feitos anualmente a partir dos 45 anos (caso haja casos da doença na família) ou a partir dos 50 anos (se não houver histórico familiar).

Não há forma exata de prevenir o câncer de próstata, pois o maior risco é genético. Porém, buscar uma boa qualidade de vida é sempre um bom caminho para a saúde como um todo.

“Deve-se manter os exames de rotina atualizados e, na dúvida, consultar o especialista de confiança. Essa é a principal recomendação”, conclui o cirurgião oncológico.

Pilar Hospital

Com boa infraestrutura e equipamentos modernos e de ponta, o Pilar Hospital possui uma equipe multidisciplinar completa formada por urologistas, radioterapeutas, oncologistas clínicos e oncologistas cirurgiões, além de outros profissionais.

Tudo para proporcionar um atendimento excepcional e humanizado, com ênfase nas necessidades individuais de cada paciente.

O hospital conta com um moderno parque tecnológico com equipamentos como o Robô Da Vinci, que possibilita mais precisão e menor tempo de recuperação ao paciente no caso da cirurgia para tratamento do câncer de próstata, além de uma Unidade de Atendimento 24 Horas, um Centro Médico para consultas e UTI humanizada.

O Pilar Hospital é situado no bairro Bom Retiro, em Curitiba, e é referência em procedimentos de alta complexidade.

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade