Pilar Hospital inaugura novo Centro Médico em Curitiba

Pilar Hospital inaugura novo Centro Médico em Curitiba Curitiba, setembro de 2021 – O Pilar Hospital abrirá, no próximo dia 04 de outubro, seu novo Centro Médico. A unidade é moderna e equipada com tecnologia de ponta, visando o conforto e a qualidade no atendimento dos pacientes com consultórios médicos, unidade primária de oncologia e hematologia e estrutura para procedimentos cirúrgicos de pequena e média complexidade. A iniciativa faz parte do projeto de expansão e revitalização do Pilar Hospital, com obras previstas para serem iniciadas ainda em 2021. “Esse espaço de destaque na cidade, e tão próximo ao hospital, será muito importante para o atendimento de qualidade e segurança dos pacientes de diversas especialidades médicas. Uma das nossas necessidades no momento é expandir nossa estrutura, mas oferecendo toda comodidade que já proporcionamos no Pilar. Vimos, nesse local, uma oportunidade de aproveitar o espaço e mostrarmos toda versatilidade que dispõe um ambiente como esse, agora, abrigando nossas clínicas médicas”, explica o Diretor Presidente do Pilar Hospital, Rodrigo Milano. Para o Diretor Presidente da Hospital Care, holding administradora de serviços de saúde em que o Pilar Hospital faz parte, Rogério Melzi, os investimentos reiteram os compromissos firmados no final do ano passado. “A implementação de modelos de gestão integrada de saúde requer uma parceria sólida na busca de resultados que gerem benefícios à população em aumento de qualidade dos serviços prestados e no aprimoramento do atendimento no Estado do Paraná. O mercado de Curitiba é estratégico para a nossa atuação regional, principalmente, por conta do seu perfil sociodemográfico e pela importância da cidade como um dos principais polos de saúde do país”, conta Melzi. Primeira unidade de Hospital Dia de Curitiba fora da estrutura hospitalar O Pilar Centro Médico está localizado a poucos metros do Pilar Hospital e foi abrigado em um espaço com aproximadamente 3.000 metros quadrados de área interna e um investimento de R$15 milhões para a sua construção. O local foi totalmente revitalizado e adaptado para abrigar 35 consultórios médicos, além de alianças estratégicas com parceiros de excelência, como a unidade primária de oncologia e hematologia com atendimento ambulatorial e centro de infusão, da Oncoclínicas, que traz uma unidade para o projeto específica para o tratamento de câncer. O Centro abrigará também a primeira unidade de Hospital Dia de Curitiba fora da estrutura hospitalar, que oferecerá uma autonomia para procedimentos cirúrgicos, já que o espaço foi desenhado para melhor atender médicos e pacientes, disponibilizando estrutura e equipamentos modernos. Com isso, o Pilar Hospital expandirá também sua atual capacidade de atendimento aos procedimentos de alta complexidade. Com a implantação, foram contratados 50 novos colaboradores e o Centro Médico contará também com a atuação de cerca de 70 médicos especialistas do próprio Pilar Hospital, das mais diversas áreas, desde atendimento geral até ortopedia, oncologia, cardiologia, dermatologia, otorrinolaringologia, pneumologia, urologia, entre outras, contando com várias equipes multidisciplinares dando continuidade ao atendimento ainda mais personalizado oferecido pela instituição. O espaço contará também com estacionamento próprio, com capacidade para 50 veículos/hora, e atendimento do Centro Médico ao público será das 8h às 19h30, na Rua Paulo Graeser Sobrinho, nº 270, no bairro São Francisco, em Curitiba (PR), com atendimento particular para os principais planos de saúde.

Mudanças de hábitos que vieram para ficar após a pandemia

Você já assistiu ao filme da Família Addams — ou a filmes de terror dos anos 1980 – 1990? Se você olhar com atenção para essas obras, verá que as casas retratadas nos filmes são bem diferentes dos imóveis que temos hoje em dia. Por que será que a arquitetura e hábitos das pessoas mudaram tanto? A resposta está nas epidemias de gripe espanhola e tuberculose, que devastaram o Brasil e o mundo nos séculos passados. Como eram doenças respiratórias, os arquitetos perceberam que as casas precisavam de muitas janelas e portas para incentivar a ventilação. É por isso que hoje nós damos tanto destaque às janelas em nossos imóveis. Contudo, o mundo está vivendo um novo momento de transição, devido à pandemia de Covid-19. Você já parou para pensar nos novos hábitos que surgirão em nossas vidas? Nós preparamos um artigo tratando apenas desse tema. Vamos lá? Mãos sempre limpas! Desde criancinhas, nós sabemos que temos que lavar as mãos antes de comer. Agora, estamos higienizando as mãos o tempo todo, evitando que elas levem o novo coronavírus para nossa boca, olhos e nariz. É muito provável que esse cuidado continue quando a pandemia for controlada, já que assimilamos que tocar em superfícies e embalagens e levar às mãos ao rosto não é muito higiênico. Máscaras para controlar doenças respiratórias Antes da pandemia, nós víamos em telejornais que os japoneses sempre usavam máscaras no transporte coletivo e nas ruas. Isso ocorria por dois motivos: a alta concentração de pólen na primavera, que causava alergias, e o respeito com as outras pessoas, quando se está gripado. No Japão, não é de bom-tom espirrar no transporte público sem estar de máscaras. Isso porque as pessoas sabem que as gotículas do espirro podem deixar vários cidadãos doentes, aumentando o número de faltas no trabalho, escolas e visitas ao médico. Há quem aposte que esse cuidado será incorporado à cultura de muitos países, incluindo o Brasil. O fim dos sapatos em casa Entre os novos hábitos, esse é um dos mais bacanas. As pessoas perceberam que os sapatos são meios de transporte para bactérias e vírus — além da sujeira! Então, com medo da Covid-19, passaram a deixar os calçados na porta de casa. Além de evitar doenças, esses novos hábitos também contribuem para deixar a casa limpinha, o que é ótimo. Trabalho e ensino híbridos É como diz o ditado: “Nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno”. Todo mundo está cansado de ficar em casa e até aquele cafezinho com os colegas de trabalho está fazendo falta. Por outro lado, ficou claro que não há necessidade de ir todos os dias para o escritório. O home office, em alguns dias da semana, é uma possibilidade. Ao mesmo tempo, muitas disciplinas da escola e da faculdade podem ser migradas para o EAD. Cuidado com a saúde mental Momentos de ansiedade e depressão foram comuns nos últimos meses. Por isso, entre os novos hábitos está o cuidado com a saúde mental. Isso é ótimo, pois ao tirar o estigma de palavras como “terapia”, “psicólogo” e “psiquiatra” estamos evitando que as doenças da mente avancem em nossa sociedade. Vivemos novos momentos e eles pediram novos hábitos. Assim como ocorreu no passado, esses hábitos serão incorporados nas nossas vidas, ajudando-nos a viver ainda melhor em sociedade. Outro hábito bacana é o cuidado com a saúde, mantendo suas consultas e exames sempre em dia. Por isso, se você quer marcar um exame para saber como está o seu corpo, visite o nosso site. É tudo simples, rápido e seguro.

Asma: conheça os sintomas e porque o tratamento é tão importante

21 de junho é uma data importante e de conscientização no Brasil, pois é nela que é comemorado o Dia Nacional de Combate à Asma. Ela foi criada para informar e alertar a população sobre os cuidados e sintomas de uma das principais doenças respiratórias, que não tem cura mas pode ser controlada. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), essa é uma doença comum e atinge 235 milhões de pessoas em todo o planeta. No Brasil, ela mata até 2 mil pessoas por ano e principalmente por falta de regularidade no tratamento da doença. Apesar de ser algo sério, ela pode ser tratada para que o paciente tenha uma boa qualidade de vida. Para que isso aconteça, é necessário um diagnóstico clínico com a realização de exames e que o tratamento seja seguido à risca. Sintomas da asma A asma possui alguns sintomas que também são comuns em outras doenças respiratórias. Por conta disso, o ideal é que uma pessoa que sinta alguns destes indícios procure ajuda médica o mais rápido possível. Também conhecida como bronquite asmática, a doença é resultado de fatores genéticos e ambientais. Ela é caracterizada pela inflamação e estreitamento das vias aéreas, prejudicando a passagem do ar e, consequentemente, dificultando a respiração. Os principais sintomas da asma são: Tosse frequente e prolongada (geralmente noturna) Chiado no peito Falta de ar Fôlego curto Desconforto torácico Como tratar a asma? Apesar de crônica e incurável, portadores de asma podem ter uma boa qualidade de vida, desde que sigam as recomendações médicas e façam um uso regular de medicamentos. O tratamento é dividido em duas partes, usando remédios para diminuir as crises e profiláticos para o controle contínuo da doença. A falta de cuidado com o tratamento é apontada como uma das maiores razões para as mortes por asma no país. De acordo com uma pesquisa com participação da  Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai), 73% não seguem as recomendações dos médicos e 47% confessam que não usam os medicamentos conforme o recomendado. Qualidade de vida do portador de asma É possível viver bem mesmo tendo asma, e a prevenção de novas crises é uma das melhores maneiras disso acontecer.  Além da realização do tratamento, alguns hábitos como evitar ambientes fechados e pouco ventilados, lavar as roupas de cama com frequência e ficar longe de fumaças são importantes para não desencadear as crises. Assim como muitas outras doenças, a informação é fundamental para que todos entendam a seriedade do tema e levem a sério o cuidado com a saúde. Para seguir esse caminho você também, conheça as especialidades da CEDIP e aumente ainda mais a sua proteção e de quem você ama.

Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade