21/07/2021

Mudanças de hábitos que vieram para ficar após a pandemia

Você já assistiu ao filme da Família Addams — ou a filmes de terror dos anos 1980 – 1990? Se você olhar com atenção para essas obras, verá que as casas retratadas nos filmes são bem diferentes dos imóveis que temos hoje em dia. Por que será que a arquitetura e hábitos das pessoas mudaram tanto?

A resposta está nas epidemias de gripe espanhola e tuberculose, que devastaram o Brasil e o mundo nos séculos passados. Como eram doenças respiratórias, os arquitetos perceberam que as casas precisavam de muitas janelas e portas para incentivar a ventilação.

É por isso que hoje nós damos tanto destaque às janelas em nossos imóveis. Contudo, o mundo está vivendo um novo momento de transição, devido à pandemia de Covid-19.

Você já parou para pensar nos novos hábitos que surgirão em nossas vidas? Nós preparamos um artigo tratando apenas desse tema. Vamos lá?

Mãos sempre limpas!

Desde criancinhas, nós sabemos que temos que lavar as mãos antes de comer. Agora, estamos higienizando as mãos o tempo todo, evitando que elas levem o novo coronavírus para nossa boca, olhos e nariz.

É muito provável que esse cuidado continue quando a pandemia for controlada, já que assimilamos que tocar em superfícies e embalagens e levar às mãos ao rosto não é muito higiênico.

Máscaras para controlar doenças respiratórias

Antes da pandemia, nós víamos em telejornais que os japoneses sempre usavam máscaras no transporte coletivo e nas ruas. Isso ocorria por dois motivos: a alta concentração de pólen na primavera, que causava alergias, e o respeito com as outras pessoas, quando se está gripado.

No Japão, não é de bom-tom espirrar no transporte público sem estar de máscaras. Isso porque as pessoas sabem que as gotículas do espirro podem deixar vários cidadãos doentes, aumentando o número de faltas no trabalho, escolas e visitas ao médico. Há quem aposte que esse cuidado será incorporado à cultura de muitos países, incluindo o Brasil.

O fim dos sapatos em casa

Entre os novos hábitos, esse é um dos mais bacanas. As pessoas perceberam que os sapatos são meios de transporte para bactérias e vírus — além da sujeira!

Então, com medo da Covid-19, passaram a deixar os calçados na porta de casa. Além de evitar doenças, esses novos hábitos também contribuem para deixar a casa limpinha, o que é ótimo.

Trabalho e ensino híbridos

É como diz o ditado: “Nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno”. Todo mundo está cansado de ficar em casa e até aquele cafezinho com os colegas de trabalho está fazendo falta.

Por outro lado, ficou claro que não há necessidade de ir todos os dias para o escritório. O home office, em alguns dias da semana, é uma possibilidade. Ao mesmo tempo, muitas disciplinas da escola e da faculdade podem ser migradas para o EAD.

Cuidado com a saúde mental

Momentos de ansiedade e depressão foram comuns nos últimos meses. Por isso, entre os novos hábitos está o cuidado com a saúde mental. Isso é ótimo, pois ao tirar o estigma de palavras como “terapia”, “psicólogo” e “psiquiatra” estamos evitando que as doenças da mente avancem em nossa sociedade.

Vivemos novos momentos e eles pediram novos hábitos. Assim como ocorreu no passado, esses hábitos serão incorporados nas nossas vidas, ajudando-nos a viver ainda melhor em sociedade.

Outro hábito bacana é o cuidado com a saúde, mantendo suas consultas e exames sempre em dia. Por isso, se você quer marcar um exame para saber como está o seu corpo, visite o nosso site. É tudo simples, rápido e seguro.

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade